16 presidentes provinciais abandonaram seus cargos no Partido IYI

No Partido IYI, 16 presidentes provinciais deixarão a presidência provincial para se tornarem membros do parlamento.

De acordo com a informação recebida pelo correspondente da AA, os estudos prosseguem no âmbito da decisão da assembleia geral do Partido IYI, que saiu da reunião do Conselho Geral de Administração (GIK) realizada em setembro sob a presidência do Presidente Meral Akşener.

Os congressos distritais continuam no partido, que iniciou a 29 de outubro as eleições para “delegado de bairro”, primeira etapa dos trabalhos do congresso, e concluiu esse processo.

No âmbito do calendário eleitoral, o Partido IYI, que iniciará seus congressos provinciais na primeira semana de dezembro, foi lembrado da recomendação feita pelo GIK de que “os presidentes distritais e provinciais que se tornarão candidatos parlamentares não devem ser candidatos em congressos”.

Neste contexto, apurou-se que 16 nomes, entre os quais os presidentes provinciais de grandes cidades como Istambul e Ancara, que ponderam a candidatura ao parlamento, não aspirarão à mesma tarefa.

Entre esses nomes estavam o presidente da província de Istambul, Buğra Kavuncu, que anteriormente era porta-voz do partido e não será candidato à presidência no congresso provincial em janeiro, e o presidente da província de Ancara, Yetkin Öztürk, o presidente da província de Izmir, Hüsmen Kırkpınar, o presidente da província de Bursa, Selçuk Türkoğlu e o presidente da província de Adana, Göktürk Boyvadaoğlu.

Soube-se que os presidentes provinciais do Partido IYI Manisa, Kahramanmaraş, Kayseri, Samsun, Antalya, Mersin, Erzurum, Burdur, Balıkesir, Sakarya e Kocaeli não seriam candidatos durante o congresso e seguiriam a recomendação.

GRANDE ASSEMBLÉIA EM FEVEREIRO OU MARÇO

Acelerando os trabalhos do congresso, o partido pretende concluir os congressos distritais na primeira semana de dezembro e os congressos provinciais até 29 de janeiro.

O partido planeja realizar a 3ª Grande Convenção Ordinária em fevereiro ou março de acordo com o calendário eleitoral de 2023.



Source link

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *