Cardeal francês admite abuso infantil há 35 anos

Na França, o cardeal da Igreja Católica Jean-Pierre Ricard admitiu que abusou de uma menina de 14 anos há 35 anos.

Embora o nome dos padres da Igreja Católica esteja na agenda dos escândalos de abuso sexual contra crianças por quase 70 anos, Ricard confessou seu crime anos atrás em um comunicado por escrito. “Há 35 anos, quando eu era padre, tratei uma garotinha de 14 anos de uma maneira que merece culpa. Meu comportamento previsivelmente teve consequências sérias e duradouras para essa pessoa.” usou as frases.

O cardeal Ricard, 78, afirmou que se retirou de todos os deveres religiosos que havia assumido. Observando que conversou com a garota que abusou e pediu perdão, Ricard não forneceu informações sobre quando fez esse discurso. Ricard afirmou que pediu a todos que machucou para perdoá-lo.

Afirmando que decidiu não ficar calado sobre a situação em questão, Ricard anunciou que estava à disposição da justiça e das autoridades eclesiásticas.

11 REIVINDICAÇÕES DE ASSÉDIO SEXUAL SOBRE PSYCOPUS

Falando na conferência dos bispos realizada na França, o arcebispo Eric de Moulins-Beaufort disse que os nomes de 11 antigos ou atuais bispos do país estavam envolvidos nas alegações de assédio sexual examinadas pela justiça francesa e funcionários da Igreja.

De acordo com as notícias de AA; Moulins-Beaufort destacou que Ricard também estava entre os 11 bispos.

Ricard, que serviu como sacerdote em uma arquidiocese de Marselha na década de 1980, está na diocese de Digne desde 2019, quando se aposentou de seu cargo de arquidiocese de Bordeaux.

Um relatório publicado por uma comissão independente em 2021 revelou que aproximadamente 330.000 crianças na França foram abusadas sexualmente por padres ou pessoas afiliadas à Igreja por mais de 70 anos.

*A imagem da notícia foi veiculada pela Reuters.



Source link

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *