Eles pensaram que o médico do hospital era falso! A verdade é diferente


O cidadão, que levou o sobrinho a um hospital particular em Esenyurt, suspeitou da ação do médico e quis ver a carteira de identidade do hospital.

Segundo a notícia de İHA, uma discussão eclodiu entre o cidadão e o médico, que se pensava ser falso. Quando o chefe do hospital disse: “Não conheço este homem”, soube-se que o médico, que se pensava ser falso, não tinha ficha naquele hospital e trabalhava para outro médico.

O incidente ocorreu em um hospital particular em Esenyurt na noite passada. De acordo com as informações obtidas, um cidadão chamado Özgür Gündem levou seu sobrinho ao hospital devido a vômitos, febre e fraqueza.

DEPOIS DAS PALAVRAS DO MÉDICO CHEFE, FICOU MISTURADO

Agenda, que viu que o nome do médico com quem foram examinados era diferente do nome do médico com quem atendia, mais tarde desconfiou da actuação desta pessoa e quis ver o cartão de identificação do hospital.

Quando o médico respondeu “Não” a este pedido, houve uma discussão entre os dois, e os agentes de segurança e saúde quiseram intervir. Naquela época, o médico-chefe, que estava envolvido na discussão, disse: “Não conheço este homem”, e houve confusão. A pauta informou imediatamente às equipes policiais que essa pessoa poderia ser um falso médico. As equipes iniciaram uma investigação sobre o incidente.

NÃO É UM FALSO MÉDICO, FOI CADASTRADO NO HOSPITAL

Enquanto a discussão terminava com a chegada das equipes policiais, soube-se que o médico não trabalhava no hospital. Foi apurado que o médico, que trabalhava meio período no hospital com carimbo de outro médico, trabalhava informalmente. Özgür Gündem, que levou o sobrinho ao hospital, reclamou com o médico, enquanto aqueles momentos de discussão eram refletidos na câmera.

“QUERIA VER SUA ID”

Özgür Gündem, que desconfiava do médico que os examinou no hospital, disse: “Eu queria levar meu sobrinho a um hospital particular e tratá-lo. Teve febre, vômitos e mal-estar. Entramos em um médico chamado Nazmi U. Enquanto ele nos dava um carimbo e um nome, desconfiamos dos movimentos e do comportamento do médico ali. O médico disse que seu nome era Mehmet. Enquanto preparava o relatório, um médico chamado Nazmi U. foi dado. Quando olhei os registros do hospital, Nazmi U. era uma pessoa muito diferente, outra pessoa que nos examinou. Eu queria ver sua identidade. Ele não fez uma declaração sobre isso. Quando o médico-chefe chegou, ele disse: “Não conheço este homem”. Por isso chamamos a polícia. Viemos à delegacia para testemunhar. O médico nem falou com a gente mesmo. A secretária ao lado dele perguntava constantemente: ‘Não vomite, está com febre, como é?’ O médico não cuidou de nós. Eu estava cético naquele momento. A secretária estava perguntando o que o médico tinha para perguntar. Ele nos diagnosticou. Soro e injeção intravenosa foram administrados. Disseram-nos que tínhamos gripe suína. Depois de sair da delegacia, vamos levar o paciente para outro hospital”, disse.



Source link

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *