Fitur volta ao comando | O negócio

Fitur volta ao ringue. A feira mais relevante do setor do turismo quer recuperar o ritmo perdido nos últimos anos, marcados pela crise sanitária. Em sua 43ª edição este ano, uma onda de profissionais de todo o mundo o aguarda. Serão cerca de 120.000 especialistas em temas relacionados com este setor que darão vida a este evento, que será realizado de 18 a 22 de janeiro na Ifema Madrid. A eles se juntarão entre 80.000 e 90.000 visitantes do público em geral que marcarão presença no evento global do setor.

“Estamos satisfeitos com os dados desta edição, que teve um crescimento significativo e que vai mostrar o ímpeto que a indústria está ganhando na Espanha e no mundo”, afirma María Valcarce, diretora da Fitur. Segundo os organizadores, a vinda de especialistas internacionais está em alta em relação à última edição. O aumento na Ásia-Pacífico se destaca com 163% a mais de participantes. Atrás estão o Oriente Médio, com alta de 60%; África, com 88% a mais; Europa, que cresce 42%, e América, 30%. “A ampla representação de empresas, países e destinos que se reúnem este ano ao longo dos oito pavilhões da Ifema Madrid já nos colocam em parâmetros muito próximos do recorde histórico de 2020”, enfatiza Valcarce.

A evolução do evento marcará a tendência do setor em todo o mundo. “A feira está sendo um reflexo fiel dos dados que são registrados”, diz o representante do encontro, que este ano terá a Guatemala como país parceiro. Segundo a Organização Mundial do Turismo (OMT), o setor internacional atingiu 65% dos níveis pré-pandêmicos no final de 2022. Segundo as previsões do Ministério da Indústria, Comércio e Turismo, em 2022 teria visitado mais Espanha de 71,5 milhões de turistas internacionais, 85,6% da ocupação total pré-covid. “É um facto que o setor está a recuperar”, sublinha o representante da feira, que este ano inaugura uma nova secção dedicada ao turismo desportivo: a Fitur Sports.

Esta é apenas uma das 10 secções especializadas que a Fitur terá, que se completam com temas que vão desde cruzeiros, turismo de negócios e cinematográfico às inovações tecnológicas do setor, sustentabilidade e regeneração ambiental. Nos 755 expositores (32% a mais que no ano passado) de 131 países, os visitantes poderão desfrutar de conferências profissionais, shows e atividades lúdicas relacionadas com o turismo de reuniões, a promoção da liderança feminina e a internacionalização das PME turísticas espanholas, bem como fóruns dedicados a temas de formação.

A Guatemala, país parceiro, desembarcará no Ifema com o slogan “Guatemala. Incrível e imparável.” O espaço do país centro-americano será um reflexo de sua cultura e tradição, graças à exposição de tecidos típicos, conchas do tempo e cores vibrantes. “É fato que o setor está se recuperando, na Espanha de forma notável, e enfrenta desafios para melhorar sua competitividade e seu crescimento sustentável”, acrescenta Valcarce. Entre eles estão a digitalização, o uso de dados e a transição ecológica. “A Fitur oferecerá muitas informações sobre esses desafios e proporá estratégias e ações por meio dos especialistas”, finaliza o representante da feira.

O PAÍS da manhã

Acorde com a análise do dia por Berna González Harbor

RECEBA-O

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *