INVESTIGAÇÃO GIGANTE! Investigação de evasão fiscal de 2,2 bilhões de euros do Ministério Público da UE


Num comunicado escrito da Europol, foi afirmado que a operação contra uma empresa sediada em Portugal e muitas empresas na Europa a ela associadas foi a operação de evasão fiscal mais abrangente até à data.

Refira-se que, em abril de 2021, as unidades de segurança, que escrutinaram a atividade de uma empresa de eletrónica sediada em Portugal, examinaram a atividade comercial de 9 mil empresas e 600 pessoas em 30 países ligados àquela empresa.

Foi referido que a EPPO começou por dirigir as unidades de segurança em 14 países da UE a 29 de novembro, e as operações simultâneas destinam-se a empresas em Portugal e outras empresas relacionadas que sonegam impostos, vendem dispositivos eletrónicos como tablets, telemóveis e computadores, no valor de 2,2 bilhões de euros.

No âmbito das operações, foram revistadas 312 casas e detidas 24 pessoas em Portugal, Itália e França.

Em resultado das operações, foram bloqueadas 529 contas bancárias, tendo sido apreendidos 81 imóveis, 31 viaturas de luxo, 2,5 milhões de euros em numerário, 1 espingarda Kalashnikov e um aparelho eletrónico no valor total de 67 milhões de euros.

A EPPO com sede em Luxemburgo está investigando fraudes de gastos e receitas, fraudes relacionadas ao IVA envolvendo pelo menos 10 milhões de euros envolvendo dois ou mais estados membros, lavagem de ativos fraudulentos do orçamento da UE e corrupção e abusos que afetam os interesses financeiros da UE.

Foto: AP



Source link

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *