Investigação sobre a alegação de que 5 cães vadios foram envenenados em Elazig

Uma investigação foi iniciada sob a alegação de que 5 cães vadios foram envenenados e mortos no distrito de Maden em Elazig.

As autoridades agiram depois que as imagens de 5 cães vadios deitados imóveis no terreno baldio fora do centro do distrito, supostamente envenenados, apareceram nas redes sociais.

De acordo com as notícias de AA; Após a investigação levada a cabo pela Direcção Distrital de Agricultura e Florestas, polícia e equipas da autarquia relativamente aos cães vadios encontrados no terreno e alegadamente envenenados, foi instaurado inquérito pelo Ministério Público.

O prefeito de mineração, Orhan Yavuz, afirmou em seu comunicado que uma equipe foi enviada à região após as denúncias, e foi determinado que os cães que jaziam imóveis no terreno baldio estavam mortos.

Afirmando que a investigação iniciada pelo Ministério Público sobre como os cães morreram continua e que eles, como município, estão acompanhando o assunto, Yavuz afirmou que as imagens divulgadas nas redes sociais também incluem cães vadios que as equipes veterinárias do município recolheram por deixando-os inconscientes com injeções de drogas.

“CÃES MORTOS E CÃES RECOLHIDOS PELAS EQUIPES MUNICIPAIS NÃO SÃO OS MESMOS”

Explicando que cães vadios são coletados de ruas e ruas de tempos em tempos, Yavuz usou as seguintes declarações:

“Após as reclamações dos munícipes como município, estes animais são recolhidos das ruas com a ajuda do pessoal competente do município sob a supervisão de técnicos veterinários. Os animais errantes recolhidos na rua são devolvidos à natureza em ambientes apropriados após vacinação antirrábica e procedimentos de esterilização. Podemos ver pelas imagens que não.

Enfatizando que uma investigação foi iniciada sobre o assunto, Yavuz disse: “A investigação iniciada sobre os cães vadios encontrados mortos no campo continua. Se houver algum elemento humano na morte desses animais, as medidas criminais necessárias serão tomadas”. disse.

*A foto da notícia foi veiculada pela İHA.

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *