Lubets: A empresária que quer revolucionar o negócio sexual com seus lubrificantes ecológicos e monodoses | O negócio


Alicia Zurita, de Madri, recebeu 4.000 doses de lubrificante sexual em casa na mesma semana em que foi declarado o estado de alarme pela pandemia. Era a primeira produção de sua nova empresa, a Lubets, que iria distribuir para possíveis clientes. Com o país fechado, ela não teve escolha a não ser se concentrar na estratégia. conectados. acertar. Esses meses serviram para fazer as primeiras vendas, desenvolver a imagem e desenhar a proposta que mais tarde promoveu em perfumarias e farmácias. Hoje seus produtos são encontrados em mais de 2.500 pontos de venda. Em 2021 faturou 100 mil euros e em 2022 está a caminho de multiplicar o valor por sete. Ele espera chegar a três milhões no ano que vem, quando antecipa os primeiros lucros.

Da Costa del Sol, onde mora, Zurita diz que sabia exatamente no que estava se metendo. Ele tinha uma vasta experiência empreendedora desde que, aos 20 anos, lançou com seu então sócio Esware, uma Programas gratuitamente. E, segundo, porque desde que colocou as mãos em um brinquedo sexual, ele sabia que o setor teria que mudar. “Algo estava errado”, lembra ele. Uma década depois de seu primeiro empreendimento comercial, ele entrou no mercado erótico com a empresa Late Chocolate, especializada em vibradores, lingerie e lubrificantes. Mais tarde tornou-se distribuidor da marca japonesa Tenga na Europa. Ela fez testes: colocou seus produtos em perfumarias como Primor ou lojas de presentes como Superskunk. Funcionou. “Confirmei que havia muitas possibilidades além do clássico sex shop.”

Achei que precisava de um lubrificante sexual diferente dos produtos de farmácia ou genéricos voltados para o público jovem. Seus lubrificantes são ecológicos —com filme plástico— e são apresentados em doses únicas de quatro mililitros. A empresária tem à venda oito fórmulas diferentes, como calor ou efeito retardante. Há também um intensificador de orgasmo masculino e feminino. Este último é o produto estrela: responde por 40% das vendas. Pouco mais da metade de seus clientes são homens, cuja média de gastos é bem superior à das mulheres. “Eles compram mais variedade, são mais otimistas”, diz Zurita, que trabalha com uma equipe de dez pessoas espalhadas entre Málaga, Sevilha, Madri, Valência e Barcelona.

As vendas pela internet representam hoje alguns valores residuais para a marca. A maior parte do seu volume de negócios provém dos 2.500 pontos de venda que tem espalhados pelo país. Quase todas, cerca de 2.000, são farmácias. O restante, lojas de marcas como Druni, Douglas, Arenal ou Marvimundo. Sua meta é chegar a 8.000 estabelecimentos ao longo de 2023 na Espanha. O plano é se instalar em farmácias e perfumarias e depois dar o salto para supermercados e lojas de departamento. É o mesmo percurso que pretende fazer em muitos outros países. Já tem clientes em metade da Europa e acordos fechados em lugares como China, Japão, Filipinas, Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos, Peru ou Colômbia. Ele logo dará o salto para os Estados Unidos.

Para trilhar esse caminho, Zurita garante que uma de suas necessidades mais importantes é ganhar visibilidade. Por isso, depois de uma primeira ronda de investimento em 2021 em que obteve 150 mil euros, está a fechar outra de mais de 400 mil euros em que já entraram fundos como a Eoniq e a Seedway. “O produto tem tração, vendas, investidores e pedidos firmes de longo prazo. Agora precisamos agilizar o processo para chegar a mais sites e nos divulgarmos o máximo possível”, enfatiza Zurita, que acredita que a melhor opção é fugir do mercado erótico tradicional e focar nos veículos convencionais. “Em 2005 bati em muitas portas onde ninguém me atendeu. Agora todos querem produtos de bem-estar sexual e querem algo fresco, algo diferente”, destaca a empresária, que espera chegar a oito milhões em vendas em 2025.

O PAÍS da manhã

Acorde com a análise do dia por Berna González Harbor

RECEBA-O



Source link

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *