Nas mortes por Covid-19, alegou-se que o cérebro também foi infectado por um vírus


Clique para ouvir com áudio.

Nas autópsias realizadas nos cadáveres daqueles que perderam a vida devido ao Kovid-19, afirmou-se que o vírus foi transmitido ao cérebro.

Pesquisadores dos Institutos Nacionais de Saúde dos EUA (NIH) examinaram os resultados da autópsia de 44 pessoas com idade média de 62,5 anos, algumas das quais tinham doenças adicionais e morreram devido ao Kovid-19.

De acordo com as notícias de AA; Os corpos dessas pessoas, todas não vacinadas contra a Covid-19, foram autopsiados entre abril de 2020 e março de 2021.

Examinando amostras de sangue dos cadáveres, os pesquisadores detectaram o vírus SARS-CoV-2, que causa o Kovid-19, no plasma sanguíneo de 38 cadáveres.

Os pesquisadores concluíram que o SARS-CoV-2 não foi detectado no plasma sanguíneo de 3 cadáveres, enquanto os 3 restantes não apresentavam plasma sanguíneo.

Por outro lado, os pesquisadores detectaram RNA em diferentes partes ou fluidos dos cadáveres.

RNA SARS-COV-2 ENCONTRADO NO HIPOTÁLAMO, CERECULAR, FUSO E GÂNGLIO DA BASAL

No estudo, amostras extensas foram retiradas dos tecidos do sistema nervoso de 11 dos cadáveres.

O RNA do SARS-CoV-2 foi detectado no hipotálamo e no cerebelo em um dos corpos, e na medula espinhal e nos gânglios da base em ambos.

Por outro lado, concluiu-se que os danos ao cérebro pelos RNAs do SARS-CoV-2 encontrados foram “menores”.

Enquanto isso, na pesquisa, também foi confirmado que o Kovid-19 danificou primeiro o trato respiratório e o tecido pulmonar.

Os pesquisadores afirmaram que nas duas primeiras semanas dos sintomas do Kovid-19, o vírus se multiplica em muitas regiões que não estão relacionadas à respiração.

Os resultados da pesquisa foram publicados na revista “Nature”.

*A foto de arquivo de AA foi usada no artigo.



Source link

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *