O que é arqueologia e o que ela estuda? Quais são as contribuições da arqueologia para a ciência da história? hteg

A arqueologia é um ramo da ciência que estuda as culturas e estilos de vida das pessoas que viveram nos tempos antigos. Graças à arqueologia, sabemos quais ferramentas as pessoas usavam no passado e como viviam nas casas. A arqueologia, que ilumina a história com suas descobertas, também recebe ajuda de diferentes ramos da ciência. Então, o que a arqueologia estuda? Quais são as contribuições da arqueologia para a ciência da história? Nós compilamos as incógnitas sobre arqueologia para você.

O que significa Arqueologia?

Embora o significado do dicionário de arqueologia seja conhecido como “ciência da escavação”, é derivado das palavras gregas antigas “archeos” que significa antigo e “logos” que significa ciência e seu equivalente exato é “ciência dos antigos”.

O que é Arqueologia?

A arqueologia é um ramo da ciência que examina culturas antigas, fazendo uso de muitos ramos da ciência. Os arqueólogos, que examinam as ferramentas, objetos e restos de construções de sociedades antigas, visam obter informações e ideias sobre a vida da humanidade, especialmente nos tempos pré-históricos. Os arqueólogos que examinam esses restos buscam detectar e registrar as tecnologias das sociedades que examinam, suas relações com o meio ambiente e que tipo de estrutura social eles estabeleceram. Embora varie de acordo com os sítios arqueológicos escavados e estudados, ferramentas, cerâmicas, roupas e ornamentos estão entre os achados mais comuns em escavações arqueológicas e fornecem aos arqueólogos o maior número de informações sobre aquela sociedade. Especialmente ao estudar os vestígios pertencentes a períodos em que as fontes escritas não estão disponíveis, os artefatos e estruturas da sociedade examinada podem ser as únicas pistas que temos sobre essa sociedade.

O propósito de um estudo arqueológico não é revelar toda a estrutura na área de estudo. Pretende recolher informação suficiente sobre a cultura que está a trabalhar e evidenciar o mínimo de danos na área onde trabalha, permitindo estudos mais minuciosos com os desenvolvimentos tecnológicos.

A pesquisa arqueológica visa entender a história da humanidade, culturas e civilizações antigas, e determinar as mudanças que a humanidade experimentou, coletando informações sobre elas. Desta forma, a arqueologia olha para as mudanças e progressos da humanidade no passado e lança luz sobre as mudanças e desenvolvimentos que ocorrerão no futuro. Por exemplo, estudos arqueológicos de como os humanos responderam a padrões antigos de mudança climática podem fornecer informações sobre como as futuras mudanças climáticas afetarão as sociedades atuais.

O que a arqueologia estuda?

A arqueologia pode lidar com o homem e tudo relacionado ao homem. Períodos antes dos humanos estão além do escopo da arqueologia. O campo de estudo da arqueologia começa com o surgimento das primeiras ferramentas feitas pelo homem, há 2,6 milhões de anos.

Arqueologia;

  • arqueologia pré-histórica,
  • arqueologia clássica,
  • proto-história e arqueologia da Ásia Menor,
  • arqueologia egípcia,
  • Torá arqueologia,
  • É dividido em sub-ramos, como a arqueologia medieval. Esses sub-ramos examinam as culturas de pessoas que viveram em diferentes geografias e períodos de tempo.

O ramo da arqueologia que estuda o período anterior ao surgimento da escrita é a arqueologia pré-histórica. A arqueologia clássica estuda a cultura da Grécia e Roma Antigas. A proto-história e a arqueologia pré-asiática examinam as antigas culturas da Anatólia.

As escavações e pesquisas arqueológicas fornecem informações e dados importantes para a compreensão do passado da humanidade. Essas informações e dados fornecem informações e dados importantes para obter uma melhor compreensão das culturas antigas e entender como a humanidade mudou do passado para o presente.

Contribuição da Arqueologia para a Ciência da História?

Nos primórdios da arqueologia, muitos dos primeiros arqueólogos serviram aos impérios coloniais. Durante este período, a maioria dos arqueólogos eram ricos aventureiros, exploradores e comerciantes. Esses arqueólogos, que chegaram aos locais de escavação com as potências coloniais européias, levaram consigo os objetos e relíquias que consideram valiosos de diferentes culturas.

No processo, a contribuição da arqueologia para a ciência da história foi compreendida e a arqueologia se transformou em uma disciplina sistemática e passou a ser aplicada com métodos científicos. Trabalhando com especialistas de diferentes disciplinas, os estudos arqueológicos começaram a criar grandes imagens históricas a partir de pequenos pedaços e ganharam uma posição importante na ciência da história de hoje.

A arqueologia faz perguntas e gera hipóteses com base em métodos científicos. Os achados são observados, registrados, classificados e interpretados. Ao escolher um local de escavação, as evidências disponíveis são usadas. A área onde a escavação será realizada na área é determinada usando técnicas de amostragem baseadas em métodos científicos. Os resultados obtidos com métodos e métodos científicos são compartilhados com outros cientistas.

As sociedades onde existe cultura escrita não estão fora do campo de estudo dos arqueólogos. Alguns dos documentos escritos mais valiosos que os arqueólogos recuperaram das escavações são listas de compras, formulários de impostos, receitas, acordos e contratos. Por exemplo, um documento escrito em latim em uma escavação datada do período romano antigo fornece evidências importantes sobre os limites do alcance do Império. Portanto, em termos de métodos científicos e metodologia que utiliza, os estudos arqueológicos têm sido um campo que avança e contribui no âmbito da ciência da história.

Quem é um Arqueólogo?

Talvez a primeira coisa que vem à mente quando um arqueólogo é mencionado sejam os filmes de Indiana Jones, mas na vida real, a vida dos arqueólogos está longe das aventuras e correrias desses filmes. Como os arqueólogos geralmente trabalham em locais de escavação, a maior parte do tempo é gasta trabalhando sob o sol, lendo, documentando e examinando materiais. Pode-se dizer que os arqueólogos que trabalham com diversos ramos da ciência são cientistas cujos laboratórios são áreas de escavação a céu aberto.

[colabot1]

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *