Pessoa que tentou vender 217 artefatos históricos nas redes sociais foi pega

Na operação de contrabando de artefatos históricos organizada pelas equipes do Comando Provincial de Gendarmaria de Istambul, foram apreendidos 217 artefatos históricos, considerados pertencentes aos períodos Seljuk, Bizantino e Otomano. SS, que procurava clientes para artefatos históricos nas redes sociais, foi pego.

As equipes do Diretório do Comando Provincial de Gendarmaria da Gendarmaria de Istambul foram informadas de que a SS estava tentando vender os artefatos históricos em sua posse nas redes sociais. Após os estudos, foi determinado que a SS tentou vender os artefatos históricos nas mídias sociais, manteve os artefatos históricos em casa e frequentemente se encontrou com aqueles que contrabandeavam artefatos históricos.

PERÍODOS SELJUCK, BIZANTINO E OTOMANO

As equipas da Gendarmaria, que carregaram no botão para a operação, organizaram uma operação ao domicílio da pessoa. Em operação; 169 Moeda de bronze considerada como pertencente ao período bizantino, binóculos considerados como pertencentes ao período otomano, 2 jarros de vinho, 3 castiçais, 2 almofarizes, moedor de especiarias, 5 talheres, garrafões de água, 4 espadas, 4 colares, 13 bengalas de madeira, considerado pertencente ao período Seljúcida. 3 estátuas em miniatura, 4 punhais e 5 espadas foram capturadas.

ESTÃO PROTEGIDOS

No exame dos artefatos apreendidos pela Diretoria dos Museus de Arqueologia de Istambul; Foi avaliado que pertenceram aos períodos seljúcida, bizantino e otomano, e que sua compra e venda no país e sua exportação para o exterior estão no âmbito das obras proibidas. Os artefatos foram levados sob a proteção da Lei nº 2.863 de Proteção aos Bens Culturais e Naturais.

Embora o SS capturado tenha sido encaminhado ao tribunal após a coleta de depoimentos, esforços estão em andamento para prender os outros suspeitos, que são considerados parentes.

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *