Preço dos combustíveis põe fim à queda das últimas nove semanas | Economia


Depois de semanas em queda, e com o fim do subsídio governamental de 20 centavos, os preços dos combustíveis voltaram a subir nesta semana. Segundo o boletim petrolífero da Comissão Europeia, publicado todas as quintas-feiras, o litro da gasolina custa em média 1,58 euros em Espanha. O diesel, 1.66. Assim, os combustíveis ficaram mais caros em 1,15% e 1,03%, respectivamente, desde a semana passada. Ou seja, apenas dois centavos cada, apesar do fim do subsídio estadual aos combustíveis, que era bem maior (20 centavos).

Este é o primeiro aumento nos preços da gasolina desde meados de novembro, após seis semanas de quedas; e o gasóleo desde finais de Outubro, depois de terem ficado mais baratos durante nove semanas consecutivas. O que não muda é a diferença de preço entre os dois combustíveis: o diesel custa cerca de oito centavos a mais que a gasolina há mais de cinco meses.

Nas mesmas datas do ano passado, o litro da gasolina custava em média 1,48 euros, e o gasóleo, 1,35. Um ano depois, após inúmeras oscilações, e com a aprovação e retirada de um subsídio geral, a gasolina está 6,95% mais cara, e o diesel disparou 23,88%. Em meados de dezembro, com o subsídio ainda em vigor, adicionar gasolina ficou mais barato na Espanha do que há um ano pela primeira vez desde o início da crise energética.

O ponto culminante da escalada ocorreu em meados de julho, quando a gasolina ultrapassou originalmente os 2,1 euros por litro e o gasóleo também tocou nessa marca. Mesmo com o desconto público, encher um tanque médio —cerca de 55 litros— significava ter que pagar mais de 100 euros. Apesar deste último aumento, tanto a gasolina (-26,2%) como o gasóleo (-20,95%) ficaram mais baratos face a esse pico.

Os combustíveis continuam, no entanto, a ser mais baratos em Espanha do que no resto da União Europeia. A gasolina sem chumbo 95 situa-se na UE a 1,67 euros o litro, enquanto na zona euro é um pouco mais elevada (1,71 euros). No gasóleo a tendência é a mesma: o litro custa em Espanha cerca de 10 cêntimos menos em média do que na União e na Zona Euro.

O PAÍS da manhã

Acorde com a análise do dia por Berna González Harbor

RECEBA-O



Source link

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *