“Pandemia aumentou o vício em álcool”

prof. A Dra. Berna Uluğ disse que o álcool é uma molécula que pode se dissolver tanto na gordura quanto na água, mas, portanto, pode penetrar facilmente em todo o corpo, incluindo o cérebro. prof. O Dr. Uluğ disse: “No uso de álcool, algumas doenças se desenvolvem devido à toxicidade cerebral e aos efeitos tóxicos em outros órgãos do corpo. Por exemplo, pode ocorrer demência relacionada ao álcool ou distúrbios hepáticos, estomacais e pancreáticos relacionados ao álcool. Portanto, o álcool não é uma substância muito inocente. Consumo excessivo de álcool. E o consumo constante de álcool causa muitas doenças mentais e físicas”, disse ele.

AS PESSOAS ESTÃO SOZINHAS NA PANDEMIA

Afirmando que o uso de álcool diminuiu até os 14 anos e o vício aumentou, a professora Dra. Berna Uluğ observou que um dos motivos do aumento de casos refletido nas clínicas é o isolamento dos indivíduos durante o período da pandemia. prof. Dr. Uluğ disse: “Uma nova epidemia ocorreu com vícios durante o período de pandemia. Porque as pessoas começaram a trabalhar de casa junto com a solidão. Seu apoio social diminuiu. Esses vícios aumentaram. Sabemos que o vício em álcool também aumentou. O uso de álcool pode causar alguns problemas antes do vício. Existem razões; pandemia, mudar de vida, talvez estar muito online, estar a par de tudo, poder aceder a tudo com muita facilidade, vida escolar interrompida durante algum tempo, solidão, problemas na família, falta de apoio social lá, falta de campos desportivos, “Na verdade, esses são os determinantes sociais dos transtornos e vícios do uso de substâncias e álcool. Se queremos evitá-los, precisamos trabalhar esses determinantes sociais”.

FIQUE LONGE DE VAZAMENTOS E BEBIDAS FALSAS

Enfatizando que o uso de bebidas falsificadas e ilegais também aumentou recentemente, o Prof. Dr. Uluğ disse: “As pessoas às vezes produzem em casa ou usam aguardente. Esta aguardente não contém álcool etílico, nem etanol; contém álcool metílico, metanol, e o metanol na verdade é tóxico, ou seja, tem efeitos tóxicos e causa depressão respiratória de forma muito mais intensa que o álcool e o etanol. “Ele suprime nossa respiração e causa cegueira. Causa a morte com um sério efeito tóxico no cérebro e no corpo. Portanto, a sociedade deve ficar longe deles”, disse.



Source link

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *