A Telefónica planeja anunciar um aumento em suas tarifas este mês, cumprindo assim o anúncio feito por seu CEO, Ángel Vilá, durante a apresentação dos últimos resultados trimestrais na semana passada, um aumento que se materializará “imediatamente”, segundo a agência Bloomberg, citando fontes conhecidas. Conforme avançou o gestor, a operadora aplicará aumentos na fórmula “mais por mais”, ou seja, um aumento de preço em troca de maiores benefícios, seja com mais bônus de dados para internet móvel ou maior velocidade de banda larga fixa.

“Na Telefónica Espanha, implementamos reajustes tarifários todos os anos desde 2015 mais ou menos, sempre sob critérios comerciais, principalmente com aumentos de preços acima da inflação, apenas os últimos movimentos foram abaixo da inflação dadas as circunstâncias. ”. Qualquer aumento de tarifa deve ser comunicado com antecedência aos clientes. Na Espanha, a Telefónica aplica aumentos de preços independentemente do IPC, já que, diferentemente de outros mercados como o Reino Unido ou o Brasil, suas taxas não são indexadas à inflação.

Uma fórmula que, pela primeira vez, vai ser aplicada pela Vodafone, que anunciou que a partir de 2023 irá atualizar automaticamente as suas taxas todos os anos de acordo com a evolução do IPC. A fórmula aplicada será semelhante à utilizada para o novo cálculo das pensões, sendo o IPC oficial calculado de outubro do ano anterior (2021) a setembro do ano corrente (2022). O IPC caiu para 7,3% em outubro de uma alta de 10,7% em julho.

A Telefónica e a Orange já incluem em seus contratos uma cláusula com a possibilidade de repassar o aumento do IPC aos clientes, embora nunca a tenham ativado. Em vez disso, aplicam aumentos, geralmente entre 3 e 5 euros, nos seus planos de tarifas convergentes (internet, telefonia fixa e móvel), tal como fizeram no início deste ano.

Em relação à Orange, na pendência de sua fusão com a MásMóvil, a empresa não descartou um aumento de preço nos próximos meses, embora não necessariamente indexado à inflação, segundo os responsáveis ​​na última apresentação de resultados. A MásMóvil não comentou um possível aumento em suas tarifas. As subidas das maiores operadoras beneficiarão as empresas baixo custo como a romena Digi que arrebata milhares de clientes mês após mês da Telefónica, Orange e Vodafone.

O PAÍS DA MANHÃ

Acorde com a análise do dia de Berna González Harbour

RECEBA-O



Source link

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *