Um vizinho reduziu e reteve até sua prisão o assassino de Adeje


  • A vizinha conseguiu reduzir o homem, que também feriu o filho da ex-companheira ao tentar impedi-lo de matá-la


  • A vítima tinha quatro filhos menores, dois deles com o agressor, que estão a ser cuidados e acolhidos pelos Serviços Sociais do Governo das Canárias


  • O agressor havia sido libertado recentemente após ser preso em 28 de dezembro por coação contra essa mesma mulher

Fontes municipais confirmaram à EFE que este vizinho agiu para subjugar o homem, que também feriu um filho da mulher que tentou defendê-la do assalto com uma faca.

A vítima tinha quatro filhos menores, dois deles com o agressorque estão sendo atendidos e acolhidos pelos Serviços Sociais do Governo das Ilhas Canárias.

Duas das crianças são pequenas e outras são adolescentes.como confirmou o prefeito de Adeje, José Miguel Rodríguez Fraga, após o minuto de silêncio que foi observado em rejeição a esta morte que, segundo o prefeito, tudo parece indicar que poderia ser um assassinato por violência sexista.

Rodríguez Fraga comentou que a mulher era usuária dos serviços sociais municipais na área de emergência e não há denúncias de violência sexista.

“Foi uma situação complexa”, disse o autarca, que tem insistido que a maior preocupação dos serviços municipais é o atendimento dos quatro menores.

Tanto a vítima como o seu alegado agressor são originários de Marrocos, embora para já não se saiba há quanto tempo estiveram em território espanhol.

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *