Volkswagen compra terreno para sua gigafábrica de baterias em Sagunto por 63 milhões | Economia

Terreno no município de Sagunto onde está prevista a construção da gigafábrica de baterias do Grupo Volkswagen.
Terreno no município de Sagunto onde está prevista a construção da gigafábrica de baterias do Grupo Volkswagen.Mônica Torres

A PowerCo, empresa de baterias do Grupo Volkswagen, adquiriu um terreno de 1,3 milhões de metros quadrados no Parque Sagunt por 63,66 milhões de euros para a construção da sua gigafábrica de células de baterias, que será a fábrica de referência da multinacional automóvel no sul da Europa, como relatado pela Generalitat Valenciana. Os planos da empresa são abrir a fábrica em 2026.

A operação foi encerrada esta segunda-feira após a aprovação pelo Conselho de Administração da Espais Econòmics i Empresarials (EEE), empresa pública detida a 50% pela Generalitat e a 50% pela Sepides, e posterior assinatura da escritura de venda entre a administração empresa de Parc Sagunt e PowerCo.

O lote, o primeiro a ser vendido no Parc Sagunt II, tem cerca de 1,3 milhões de metros quadrados e a transação foi fechada por um valor de 63,66 milhões de euros. O projeto significará a criação de mais de 3.000 empregos diretos, bem como o reforço da competitividade industrial e empresarial do país.

A Generalitat destacou que esta compra antecipa os prazos estabelecidos no acordo assinado entre a Generalitat, EEE e PowerCo para a construção da gigafábrica de células de bateria para veículos elétricos que o grupo alemão irá fabricar. O presidente valenciano, Ximo Puig, indicou que “é dado um passo essencial no processo que o Grupo Volkswagen iniciou para o seu plano industrial, o que significará um investimento de mais de 3.000 milhões de euros e um marco para o futuro da economia de Comunidade Valenciana”.

Puig acrescentou que a compra “coloca esta operação em fase de execução, para que tenha efeitos diretos e positivos no mercado de trabalho valenciano”. O presidente da Sepides, Antonio Cervera, acrescentou que a aquisição do terreno no Parc Sagunt representa “um grande avanço e reafirma o compromisso com este investimento industrial sem precedentes”.

O grupo Volkswagen e a Seat anunciaram em março do ano passado que Sagunto sediaria uma gigafábrica de baterias para carros elétricos, que será a segunda do consórcio depois da da Alemanha. No total, o grupo fez um investimento de 10.000 milhões de euros em Espanha para eletrificar a produção das suas fábricas de automóveis em Landaben (Navarra) e Martorell (Barcelona), bem como para a montagem e desenvolvimento de baterias em Sagunto.

Em dezembro passado, o Governo valenciano declarou a futura fábrica como Projeto Territorial Estratégico (PTE), mais uma etapa administrativa para a consolidação e desenvolvimento da instalação, que recebeu cerca de 400 milhões de euros de ajuda pública da PERTE para veículos elétricos. A declaração do PTE é um instrumento administrativo previsto na legislação urbanística regional que permite à Generalitat agilizar os trâmites burocráticos e encurtar os prazos “para a instalação de empresas de elevado valor acrescentado”.

O governo central e os executivos regionais da Comunidade Valenciana, Catalunha e Navarra se comprometeram a completar os fundos PERTE, incluindo ajuda e créditos favoráveis.

O PAÍS da manhã

Acorde com a análise do dia por Berna González Harbor

RECEBA-O

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *